Profº Paulo Ramalho

Os efeitos do método pilates na prevenção da lombalgia

A lombalgia, uma das grandes causas de morbidade e incapacidade funcional, tem chamado a atenção de grupos médicos devido aos índices altos de ocorrência e variedade de causas geradoras.

As especificidades da fisiologia humana, associadas ao maus hábitos posturais, sedentarismo, fumo e até mesmo prática excessiva de esportes sem orientação técnica, são algumas das causas do conjunto de manifestações de dores nas costa.

A venda e o uso indiscriminado de medicamentos impulsionam a prática da automedicação, que neste caso funciona como um paliativo, pois mascara as dores provocadas pela lombalgia em curto espaço de tempo, porém, os danos acarretados pelo mascaramento da dor dificultam o diagnóstico clínico e a prescrição de tratamentos eficazes.

Equipes de pesquisadores dedicaram-se ao estudos e comprovação dos benefícios do Pilates, enquanto método preventivo e tratamento da lombalgia, como no artigo “Avaliação isocinética da musculatura envolvida na flexão e extensão do tronco: efeito do método Pilates®”, publicado na revista da Sociedade Brasileira de Medicina do Esporte. Essa pesquisa apresenta os dados observados no acompanhamento de 20 pessoas submetidas a 25 sessões de pilates, nos quais se comprovou os efeitos benéficos do método pilates sobre a musculatura de extensão e flexão do tronco.

Link para baixar o estudo clínico